Cisternas Residenciais – Uma Nova Tendência.

CISTERNA-SUBTERRÂNEA-vertical-de-2.800L-a-10.000L-instalada

Alguns de vocês me pediram para falar mais sobre a cisterna que citei no artigo anterior.

Trata-se de um sistema sustentável de economia e reaproveitamento de água que se torna cada vez mais comum no uso residencial.

CisternaResidencial
Veja como ficou discreta a cisterna da casa do nosso artigo. Apenas alguns componentes estão a vista e basta fazer um paisagismo para que eles sejam totalmente integrados ao jardim.

O ponto principal dessa instalação não seria a substituição total do consumo de água da residência pela água reaproveitada visando exclusivamente a economia financeira, pois o tempo de retorno do investimento pode passar de dez anos. No entanto ela se apresenta como uma alternativa muito importante para a escassez de água e o consumo consciente. E é claro que há também uma certa diminuição nas contas de água. A economia pode chegar a 40% no uso residencial.

Estima-se que dois terços da população sofrerá com a falta de água em 2050, segundo relatório da ONU, de forma que o problema está mais perto do que a gente imagina. Vale a pena, então, começarmos a nos preocupar desde já.

As cisternas são normalmente feitas de fibra, como uma caixa d’água. O tamanho pode variar bastante e pode ser dimensionado pela empresa de instalação de acordo com as finalidades que pretende dar a ela. Por exemplo, se for utilizar a água da cisterna apenas para regar o jardim será necessário um reservatório menor do que se a ideia for abastecer as descargas, lavar pisos, lavar roupas, carros, etc.

O sistema consiste basicamente em captar a água da chuva e torná-la apta para o uso. A água não é potável, portanto seu uso é restrito. Essa água é captada no telhado da residência e desce por calhas e dutos até chegar ao reservatório. Esta calha pode ser embutida na parede para deixar o sistema o mais discreto possível. Normalmente o processo já inclui um procedimento de limpeza através de um filtro de micropartículas e uma tela de aço inox.

Costuma-se enterrar o tanque para manter temperaturas amenas na água captada e para evitar o contato com a luz solar e o consequente aparecimento de algas e outros microrganismos.

Para que o sistema funcione corretamente, deve-se tomar alguns cuidados:
As calhas devem ser limpas regularmente.
Deve-se cuidar para que os encanamentos que levam a água da cisterna para a casa não cheguem a torneiras de consumo, como filtros, para que a água não seja ingerida.
O reservatório também deve ser limpo com frequência.

Veja abaixo uma imagem que demonstra todo esse processo de reaproveitamento de água ecologicamente correto. Imagem retirada do site Equipe de Obra que dá várias dicas sobre construção.

Cisterna

O custo do sistema completo pode variar de 7 a 10 mil reais. No entanto há um gasto extra com alvenaria na cova que irá receber o reservatório, encanamentos e etc.

Veja a imagem de uma cisterna subterrânea que foi tirada do site Casa da Cisterna que comercializa todo tipo de cisternas tais quais subterrânea, aparente, etc.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será divulgado.


*